O QUE SÃO AJUDAS TÉCNICAS?

As Ajudas Técnicas são, segundo a ISO (Organização Internacional de Normalização – entidade internacional responsável pelo estudo e estandardização destes materiais e equipamentos), “Qualquer produto, instrumento, equipamento ou sistema técnico usado por uma pessoa deficiente, especialmente produzido ou disponível que previne, compensa, atenua ou neutraliza a incapacidade”.

Ou seja, as Ajudas Técnicas são materiais, equipamentos, sistemas que servem para compensar a deficiência ou atenuar-lhe as consequências, impedir o agravamento da situação clínica da pessoa e permitir o exercício das actividades quotidianas e a participação na sua vida escolar, profissional, cultural e social.

As Ajudas Técnicas podem ser utensílios simples – Ajudas Técnicas simples, sem grande complexidade, ou ser Ajudas Técnicas complexas envolvendo alta tecnologia, nomeadamente electrónica, informática ou telemática.

Exemplos de Ajudas Técnicas são cadeiras de rodas, andarilhos, canadianas, almofadas anti-escaras, colchões ortopédicos, camas articuladas, materiais e equipamentos para a alimentação (garfos, colheres, pratos, copos adaptados), para o vestuário (pinças, ganchos, luvas de protecção, vestuário apropriado), para a higiene (barras de apoio, assentos de banheira, cadeiras e bancos para o banho, banheiras, material anti-derrapante), para a comunicação (canetas adaptadas, computadores, tabelas de comunicação, dispositivos para virar folhas, amplificadores de som, telefones), as adaptações para os carros (assentos e almofadas especiais, adaptações personalizadas para entrar e sair do carro, adaptações para os comandos do carro), elevadores de transferência, próteses (sistemas que substituem partes do corpo ausentes), ortóteses (sistemas de correcção e posicionamento do corpo), etc.

O termo “Tecnologias de Apoio” começa a ser utilizado em substituição de “Ajudas Técnicas”.

As Ajudas Técnicas destinam-se às pessoas com deficiência, aos idosos ou pessoas que necessitam de as utilizar de forma temporária ou definitiva e são meios indispensáveis ao bem estar, autonomia, integração e qualidade de vida destas mesmas pessoas.

As Ajudas Técnicas servem para a pessoa: posicionar-se correctamente, estabilizar o corpo ou partes do corpo; prevenir e evitar deformidades; facilitar e desencadear o movimento e a realização de tarefas de forma segura; funcionar com menos esforço, dispêndio de energia, com menos dor e maior comodidade.

As Ajudas Técnicas são colocadas ou utilizadas pelo próprio ou com a ajuda de terceiros (técnicos, familiares) para que a pessoa se torne mais independente e autónoma.

COMO SE CLASSIFICAM AS AJUDAS TÉCNICAS ?

Como as Ajudas Técnicas são muito diversificadas, foram classificadas e reunidas por áreas, de acordo com as funções a que se destinam.

Segundo a Organização Internacional de Normalização (ISO), as Ajudas Técnicas encontram-se agrupadas da seguinte forma:

Auxiliares de Tratamento e Treino – ISO 03
Próteses e Ortóteses – ISO 06
Ajudas para Cuidados Pessoais e Higiene – ISO 09
Ajudas para a Mobilidade – ISO 12
Ajudas para Cuidados Domésticos – ISO 15
Mobiliário e Adaptações para Habitação e outros Locais – ISO 18
Ajudas para Comunicação, Informação e Sinalização – ISO 21
Ajudas para Manuseamento de Produtos e Mercadorias – ISO 24
Ajudas e Equipamentos para Melhorar o Ambiente, Ferramentas e Máquinas – ISO 27
Ajudas para Recreação – ISO 30

Esta classificação ainda se divide, por sua vez, em sub-classes e divisões. Esta nomenclatura é utilizada para permitir que as pessoas utilizem uma mesma terminologia e possam ser realizados estudos e investigação. Deste modo, todos os intervenientes neste processo (consumidores, autoridades governamentais, produtores e fornecedores, técnicos, associações, etc) sabem do que se está a falar e utilizam os mesmos termos.

A QUEM SE DESTINAM AS AJUDAS TÉCNICAS ?

Como já foi referido, as Ajudas Técnicas destinam-se a todas as pessoas com deficiência, idosos e, ainda, às pessoas que necessitam temporária ou definitivamente destes materiais e equipamentos para funcionarem de forma mais rápida, adaptada e com economia de esforço no seu dia-a-dia.

COMO DEVE SER REALIZADA A ESCOLHA DAS AJUDAS TÉCNICAS?

Escolher uma Ajuda Técnica é um processo que deve ser feito de uma forma cuidada, reflectida e rigorosa. Deve-se ouvir a opinião dos técnicos especialistas na Ajuda Técnica em questão, dos familiares e do próprio utilizador.
A Ajuda Técnica é um recurso, algo pessoal, que deve ser o mais adequado possível à situação clínica da pessoa e que exige cuidados de manutenção.

As Ajudas Técnicas devem ser seguras, resistentes, duráveis e esteticamente aceitáveis pelo próprio utilizador e familiares. O utilizador deve informar-se junto dos técnicos e dos fornecedores da melhor solução em termos económicos, valorizando a equação eficácia/preço.

 

É justo que partilhes...Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Pin on Pinterest0Print this page

Contacte-nos

Só tenho a falar bem sobre o serviço prestado pela CEO, sempre disponíveis e rápidos a resolver o meu problema.

Um Bem Haja para vocês.

 

É justo que partilhes...Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Pin on Pinterest0Print this page

Abençoado o dia em que entrei na CEO.

Entrei com poucas esperanças num futuro com mobilidade. Hoje as deslocações fazem parte do dia a dia.

Obrigado

É justo que partilhes...Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Pin on Pinterest0Print this page

Obrigado por toda a vossa ajuda e assistência ao longo dos anos.

Não hesito em recomendar-vos regularmente aos meus clientes.

Estamos juntos!

É justo que partilhes...Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Pin on Pinterest0Print this page